Bolsonaro revela que economizou R$ 500 milhões para o Brasil ao se recusar sediar Conferência do Clima da ONU

O Brasil, nos governos do PT, era um país cheio de problemas que gostava de botar banca de potência com dinheiro sobrando. Sediou as Olimpíadas e a Copa do Mundo que só serviram para enriquecer empreiteiros e intermediários. O jogo começou a mudar.

 Jair Bolsonaro foi ao Twitter comentar a desistência do Brasil de sediar a Conferência do Clima da Organização das Nações Unidas (ONU) em 2019.

“Abrimos mão de sediar a Conferência Climática Mundial da ONU pois custaria mais de R$500 milhões ao Brasil e seria realizada em breve, o que poderia constranger o futuro governo a adotar posições que requerem um tempo maior de análise e estudo.”

Abrimos mão de sediar a Conferência Climática Mundial da ONU pois custaria mais de R$500 milhões ao Brasil e seria realizada em breve, o que poderia constranger o futuro governo a adotar posições que requerem um tempo maior de análise e estudo. O Estadão esnoba o bom jornalismo!

— Jair M. Bolsonaro (O Antagonista)

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

Sorry, comments are closed for this post.