Até a notória Folha de S. Paulo está começando a admitir. As chances de Lula escapar da cadeia por alguma manobra jurídica estão, todas, indo por água abaixo. A mais consistente, dado o volume de casos de corrupção flagrante que acometem o presidiário, era a do questionamento da prisão após a segunda instância. Até essa está por um fio, admite Mônica Bergamo, colunista social da Folha com muitas fontes no PT:

“A possibilidade de Lula ser beneficiado por uma revisão da regra que autoriza a prisão depois de condenação em segunda instância está por um fio”, diz sua colunista social.

Gilmar Mendes e Dias Toffoli defendem que os criminosos só possam ser presos após o julgamento do STJ.

“O caso de Lula, no entanto, já está na reta final no STJ: o ministro Felix Fischer negou recurso especial de sua defesa. A 5ª turma dará a palavra final — a chance de rever a decisão do magistrado é considerada remota. Depois disso, o assunto estará encerrado no tribunal.”

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Leave a Reply