Fernando Haddad atribuiu sua queda nas pesquisas às Fake News espalhadas por Jair Bolsonaro no WhatsApp.

Bernardo Mello Franco, colunista de O Globo, acreditou nele, assim como o diretor do Datafolha, Mauro Paulino:

“Os eleitores do capitão são os que mais se informam (ou se desinformam) pelas redes sociais. De acordo com o Datafolha, 61% leem sobre política no WhatsApp (…).

O diretor-geral do Datafolha, Mauro Paulino, acredita que a disseminação de boatos tem ajudado a turbinar a subida de Bolsonaro nas pesquisas. ‘O material está chegando fartamente pelo WhatsApp, o que certamente influencia o eleitor’, afirma.

Desde o último sábado, os grupos bolsonaristas fervilham com montagens contra os protestos do #EleNão.”

A queda de Fernando Haddad nas pesquisas se deveu a dois fatores, ambos verdadeiros:

1 – Jair Bolsonaro saiu do hospital e voltou para a campanha, depois de tentarem assassiná-lo.

2 – O único projeto de governo que Fernando Haddad soube apresentar aos eleitores foi a soltura de Lula, um golpe que, segundo o próprio Datafolha, 59% dos brasileiros rejeitam. (O Antagonista)

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

Sorry, comments are closed for this post.