O ex-presidente Lula agora faz proselitismo em horário nobre de TV. Diz que a economia piorou depois que o PT saiu do poder e que tudo pode voltar às mil maravilhas – se o Partido (claro!) recuperar o controle do Planalto. Quem ainda pode acreditar nas lorotas desse senhor, réu em cinco processos, metido num emaranhado inominável de esquemas, que não cansa de cometer atentados aos fatos em prol de uma ambição desmedida? Com a cara mais lavada do mundo, mirada solene, tal qual um restaurador da ordem, cabelos meticulosamente para trás, cada fio em seu lugar, vestindo terno de fino corte, Lula aparece na telinha para exercer o conhecido apego a falácias no intuito de convencer incautos. Alardeia um mundo de fantasias, de programas de educação e saúde que redundaram em rotundos fracassos, com estouros de verbas e pífios resultados, aqui e ali resvalando na corrupção. Vangloria-se da criação de mais de 22 milhões de empregos na era petista (de onde ele tirou esse número?) quando, na prática, o rastro de destruição deixado pela agremiação gerou um saldo de quase 13 milhões de desempregados. Vende exuberância e prosperidade. Abusa de demagogias populistas. Escora-se na propaganda e marketing pessoal, mesmo para tapear, como a alma do negócio. Ele nem toca no assunto dos erros que levaram à pior e mais longa temporada de recessão de nossa história. No conjunto, Lula e Dilma, durante mais de 13 anos, erigiram uma máquina de desperdício, inépcia e ineficiência. Como dar lições de moral com esse currículo? É bom revisitar sistematicamente as chagas abertas nas gestões do PT, para nunca esquecer. De sua lava saíram o “Mensalão”, o “Petrolão”, o aparelhamento sindical do Estado com apaniguados e inexperientes compadres a consumir recursos e saúde das empresas estatais. Quebraram quase tudo. Inviabilizaram as contas da União. Saquearam a riqueza dos brasileiros. Ninguém quer o retorno a esses tempos de tragédia. Qualquer pessoa minimamente informada sente a virada de expectativas desde a recente troca de comando em Brasília. Mas Lula não se cansa de pintar com imagens mais sutis, mais benevolentes e menos reais, os feitos petistas. Se esquece, ou desconsidera propositalmente, que a inflação só começou a cair após a deposição da pupila Dilma. Que os investimentos estão, aos poucos, retornando. Bem como a produção industrial, o financiamento em conta, os juros civilizados, os gastos públicos disciplinados no limite do orçamento. Não precisa ir longe para recordar a marcha da insensatez na qual nos metemos. Em apenas dez meses de lá para cá, mudaram os indicadores, as decisões e planos monetários, os objetivos de governo que hoje luta por reformas estruturais para consertar os estragos deixados e os vícios de origem. Lula ataca as reformas – especialmente a da Previdência – no intuito de sabotar o Brasil. Não pensa no que é melhor para o País. Apenas nele mesmo e em suas costuras eleitorais. Atalho para (quem sabe!) livrá-lo das punições da Justiça. O ex-presidente posa de paladino, de “salvador da pátria”, em um figurino surrado e de baixo crédito. Fala o que lhe dá na telha. Como, aliás, sempre fez, sem medir consequências. E articula as peças do seu tabuleiro em proveito próprio. Repetiu a tática mais uma vez há poucos dias na escolha do candidato a presidir o Partido. O cacique estava mais propenso pela senadora paranaense Gleisi Hoffmann e tentou dissuadir o ex-líder estudantil carioca, Lindbergh Farias, a desistir da pretensão. Sem sucesso. Abriu um racha nas bases. Nada que o lulopetismo não seja capaz de contornar. Tarefa, com certeza, menos inglória do que a de convencer milhões de brasileiros de suas boas intenções numa eventual volta ao governo. (Carlos José Marques, IstoÉ)

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

3 Responses to Apostando na falta de memória do povo. Lula diz que a economia estragou depois que o PT saiu do poder

  1. Vou contar agora um caso que “astur” dia aconteceu
    Minha sogra tá de prova que tal fato “assucedeu”
    Uma cobra venenosa viu a “véia” e mordeu
    Mais ao “invéis” da minha sogra, foi a cobra que morreu.
    Dominguinhos

  2. Essa aberração da natureza, precisa ser jogada na prisão e devolver tudo o que roubou do povo brasileiro.Deveria ter uma lei que proibisse esse escroto de aparecer em público para mais uma vez tentar enganar o povão.Temos que pedir muito pela misericórdia Divina,para afastar esses monstros que destroem tudo que encontram pela frente.Esses cretinos não cansam de mentir e enganar, aproveitando-se da própria ignorância que estabeleceram no povo humilde desse país e contam com o fato de terem induzido + de 60 % da população,que e´composta de gente simples e que foram adestrados como animais com os ridículos agradozinhos,diga-se de passagem sustentados com o suor das pessoas sérias e trabalhadoras ,impossibilitados de usarem o cérebro para julgar os manipuladores dessa sociedade doente,com cérebros limítrofes desenvolvidos durante mais de uma década por esses criminosos.Espero em Deus que a justiça seja feita e que realmente se introduza meios para a transformação do país e da Ordem e Progresso,que não seja só uma frase na bandeira brasileira,mas que se transforme em realidade.Deus abençoe àqueles que estão engajados em fazer a justiça séria e responsável prevalecer.