De acordo com mensagens encontradas na penitenciária de Presidente Venceslau, o PCC ameaça matar duas pessoas, entre elas um promotor de Justiça, se Marco Camacho — o Marcola — e outros chefões da facção forem transferidos para presídios federais.

Segundo a Folha, o alvo principal seria o promotor Lincoln Gakiya, responsável pelo pedido da transferência.

As autoridades acreditam que partiu do próprio Marcola a ordem de ataque.

Logo teremos a esquerda e ONGs ligadas ao PT defendendo os direitos humanos desse criminoso.

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

Sorry, comments are closed for this post.