A resolução 23548/2017 permite a um ministro do TSE, em seu artigo 51, indeferir uma candidatura mesmo sem aguardar o prazo de cinco dias para que outros partidos, candidatos ou o Ministério Público peçam a impugnação.

Foi o que afirmou o ministro Admar Gonzaga nesta terça-feira, referindo-se ao caso de Lula, embora não tenha citado nominalmente o petista, registra o Valor.

“Ainda que não tenha havido impugnação, o pedido de registro deve ser indeferido quando o candidato for inelegível ou não atender a qualquer das condições de elegibilidade”, diz o texto da resolução. (O Antagonista)

 

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

One Response to Barrado no baile. TSE pode barrar candidatura de Lula sem aguardar pedido de impugnação

  1. Esperamos que, pelo menos o TSE tenha vergonha na cara e não aprove a candidatura de um presidiário !! Lembrando que são 12 anos!!!! Passa rápido!!!