O candidato Jair Bolsonaro (PSL) tem sido o alvo preferencial de seus adversários no primeiro turno da eleição presidencial. Também virou objeto de sucessivas reportagens críticas da imprensa, que revelaram pontos obscuros de seu passado e de sua trajetória política. Mas o bombardeio de críticas e acusações contra ele até agora não surtiu nenhum efeito negativo para o presidenciável nas pesquisas eleitorais.

Desde que a campanha eleitoral no rádio e na TV começou, em 31 de agosto, Bolsonaro subiu nas intenções de voto no primeiro turno e manteve estáveis, dentro das margens de erro, sua rejeição e seus números nas simulações de segundo turno contra seu principal oponente: Fernando Haddad (PT). Os dados são dos levantamentos dos quatro institutos que vêm fazendo pesquisas com mais frequência e que, portanto, têm uma série histórica de dados mais consistente: Ibope, Datafolha, XP/

Por que nada “cola” em Bolsonaro para seu eleitor?

O cientista político Doacir Quadros, professor do Grupo Uninter, diz que há duas possíveis explicações para o fato de as críticas e ataques contra Bolsonaro não terem provocado prejuízo em sua campanha.

Segundo ele, o primeiro motivo é que a propaganda política negativa no programa eleitoral não costuma ser bem-recebida pelo eleitor, segundo mostram vários estudos sobre o assunto. Quadros, que é especializado em comunicação política, diz que esse tipo de informação funciona melhor nas redes sociais e nos comerciais de campanha que são inseridos no meio da programação normal das emissoras.

O cientista político afirma, contudo, que a principal razão é que Bolsonaro personificou a rejeição de parte expressiva do eleitorado ao PT e que isso, para essas pessoas, o “protege” contra as críticas. “Parece-me que a rejeição ao PT é maior que a rejeição ao Bolsonaro”, diz ele.” (Gazeta do Povo)

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

5 Responses to “Bombardeio” da mídia não afeta Bolsonaro. Cientistas políticos não conseguem entender

  1. Só que, hoje mesmo eu vi um vídeo de um flagra de uma funcionaria da Folha sentada forjando pesquisas, quando era para ela estar perguntando para os eleitores a pesquisa.

  2. O que está acontecendo nas ruas é o mesmo movimento do Impeachment, pessoas não estão votando em partidos políticos e ouvindo mentiras antigas, estão votando no Brasil. O partido das pessoas é o Brasil!

    • Fácil entender: PT é uma mentira ambulante, nada do que falam merece atenção ou crédito. Mentiram, mentem e mentirão.

  3. O FENÔMENO BOLSONARO.
    É o GRITO inconsciente da alma do BRASILEIRO,
    Bolsonaro não é em si o SALVADOR, mas o ESTEREÓTIPO do DESEJO mais profundo do Brasileiro de sentir o que é LIBERDADE, de voltar a viver com DIGNIDADE, de ter o que colocar na mesa da sua FAMÍLIA, de poder ter paz em sair de casa e poder voltar em segurança para abraçar a FAMÍLIA, é de poder fazer planos de uma vida digna, de poder descansar o sono da tranquilidade sabendo que seus filhos estão sendo bem educado nas escolas. É crer que mesmo não desfrutando de uma posição social privilegiada, mas que poderás contar com um mínimo de dignidade diante de uma necessidade na saúde, ou de um amparo assistencial. É o GEMIDO da mãe que chora a perda do filho para as Drogas, é o LAMENTO do homem do campo por não ver o fruto do seu suor através do seu plantio com tanta dificuldade. É o silêncio sufocado pela dor de não ter FORÇA pra mudar o que está nos MATANDO, do que está nos ROUBANDO os nossos SONHOS, a nossa DIGNIDADE, A nossa PAZ, A nossa ESPERANÇA. O FENÔMENO BOLSONARO, não está em uma PESSOA, mas no CONJUNTO de SENTIMENTOS que CLAMA dentro da ALMA do BRASILEIRO. Podem MATAR o HOMEM BOLSONARO, mas nunca conseguirão MATAR o que ele REPRESENTA. Porque ele é a MANISFESTAÇÃO FISÍCA da vontade mais PROFUNDA DA ALMA do POVO. O FENÔMENO BOLSONARO é a VOZ que subiu até os CÉUS em forma de ORAÇÃO E SÚPLICAS de um POVO VALENTE que não foge a LUTA.
    BRASIL acima de TUDO, DEUS acima de TODOS.
    Texto: Josué San Lima.