Para dissipar rumores de que seu governo seria irresponsável na economia, o poste Fernando Haddad baterá na tecla de que a gestão Lula respeitou contratos e fez a economia crescer, descreve a Época. O discurso, claro, vai evitar citar os seis anos em que Dilma Rousseff esteve à frente do Planalto. E vai atribuir ao PSDB a culpa pelo atual cenário.

Só falta agora Fernando Haddad fingir que o ‘kit gay’, grande ‘realização’ de seu período como ministro da Educação de Lula também nunca existiu. O ‘kit gay’ que provocou a indignação de Jair Bolsonaro, que o denunciou, estimulava crianças e adolescentes a fazer experiências sexuais heterodoxas.

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

Sorry, comments are closed for this post.