A economia estraçalhada não é o único problema que o presidente Temer ainda não foi capaz de resolver: existe uma gigantesca onda de lama ameaçando por fim em seu governo. O processo contra Temer já possui 15 mil páginas, apresentando evidências amplas da montanha de dinheiro sujo usado para eleger ele e a ‘presidenta inocenta’ Dilma Rousseff.  Nas mãos do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Temer, pode ser cassado. O relator do processo que pretende cassar a chapa Dilma-Temer, ministro Herman Benjamin, está pondo as mãos à obra, antes mesmo da questão Teori se completamente solucionada, Herman já pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) cópias dos depoimentos dos executivos da Odebrecht tão logo suas delações sejam homologadas, e se o conteúdo tiver metade do conteúdo explosivo que se supõe o governo Temer pode estar em seríssimos apuros . Pelo que já foi revelado, sabe-se que a empreiteira, além de comprometer Dilma e os petistas, relatou ter feito doações clandestinas ao PMDB, a pedido de Temer, acusação que levaria por lama abaixo o argumento da defesa que as contas eleitorais do presidente e do vice deveriam ser analisadas separadamente. Semana passada novas evidências foram enviadas ao TSE, a Polícia Federal demonstrou que parte dos valores desembolsados a gráficas pela chapa não resultou na prestação de nenhum tipo de serviço, o dinheiro foi inteiramente desviado para terceiros. Agora resta esperar a homologação das delações da Odebrecht, o que já ficou evidente é que Temer está em graves apuros, parece que ainda tem muita lama para rolar debaixo do Planalto.

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

Sorry, comments are closed for this post.