gleisi-paulo-bernardo-ANDRE-DUSEK-ESTADAO-525x350

O senador Delcício Amaral (ex-PT/MS) afirmou à Procuradoria-Geral da República que o ex-ministro Paulo Bernardo (Planejamento, Orçamento e Gestão do governo Lula, depois Comunicações de Dilma) atuava como ‘operador’ da mulher, a senadora Gleisi Hoffmann (PT/PR), voz quase solitária contra o impeachment da presidente.Em depoimento no âmbito de sua delação premiada, no dia 11 de abril, o ex-líder do Governo no Senado disse que Paulo Bernardo ‘sempre foi, desde a época que passou pelo Mato Crosso do Sul e até mesmo antes, considerado um ‘operador’ de Gleisi Hoffmann’. Segundo ele, ‘Paulo Bernardo sempre foi visto como um operador de muita competência’.

Questionado sobre o que quer dizer com a expressão ‘operador’, Delcídio respondeu. “Ele (Bernardo) tinha uma capacidade forte de alavancar recursos para a campanha (de Gleisi)’.

“Que diz isto porque acredita que em 2010 Paulo Bernardo já captava recursos para Gleisi Hoffmann; que não há incompatibilidade entre Paulo Bernardo ser ministro do Planejamento à época (2010) e ser operador de Gleisi; que, ao contrário, por ser Paulo Bernardo ministro, ele tinha bastante força para captação de recursos, até porque uma das responsabilidades dele, como ministro do Planejamento, era gestionar o orçamento da União e, como tal, tinha muita força.” (Estadão)

cursos24horas-escrita-redacao

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

0 Responses to Conduzindo miss Gleisi. Delcídio diz que Paulo Bernardo, marido de Gleisi, era o ‘operador’ da senadora