No início de seu depoimento, Antonio Palocci contou que foi procurado por Luís Cláudio, um dos filho de Lula, entre 2013 e 2014.

“No ano de 2013, final de 2013, início de 2014, o filho do ex-presidente Lula, chamado Luís Cláudio, me procurou na sede da minha consultoria.”

Antonio Palocci disse ao juiz Ricardo Leite que Luleco pediu-lhe de 2 milhões de reais a 3 milhões de reais para organizar um torneio de futebol americano.

No dia seguinte, ele foi falar com Lula, que lhe comunicou que Mauro Marcondes, da CAOA, já havia repassado o dinheiro.

O ex-ministro falava sobre as negociações para a prorrogação de incentivos fiscais para montadoras, mas neste momento foi interrompido pelo advogado de Lula, Cristiano Zanin.

Motivo: a ação trata da concessão dos benefícios em 2009 e não da sua prorrogação em 2013.

Na retomada do depoimento, Palocci diz que Luís Cláudio queria ajuda para projeto de esportes. O ex-ministro disse que não poderia ajudá-lo.

Na época, Palocci contou que falou com Lula sobre o pedido. O ex-presidente teria afirmado que o filho já havia obtido os recursos com Mauro Marcondes, um dos lobistas que teria intermediado propina para edição da MP de 2009.

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Leave a Reply