delcidio-lula

O Antagonista

Durante o depoimento de Delcídio do Amaral, o procurador Januário Paludo, da Lava Jato, pergunta ao ex-senador se, desde o início do primeiro governo Lula, estava claro que a função dos diretores indicados pelo PT para a Petrobras era arrecadar dinheiro para benefício próprio e para o fundo partidário.

Delcídio balança a cabeça afirmativamente.

“E isso era sabido por quem?”, questiona o procurador.

“Neste início, doutor Januário, isso era muito restrito, era pouco, era um grupo muito pequeno que tinha conhecimento disso ou que tinha ação sobre esse processo. Por quê? Porque praticamente a diretoria inteira da Petrobras era ‘puro sangue’, era tudo PT. Era uma coisa muito restrita à estrutura maior partidária e, claro, à própria Presidência da República, o presidente Lula, e, evidentemente, à ex-presidente Dilma, que era ministra de Minas e Energia e, até pelo perfil dela, esse processo passava por ela também”, responde.

O ex-senador reforça: “Então, era o PT, o Ministério de Minas Energia e o presidente Lula”.

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

Sorry, comments are closed for this post.