Depois que morreu, repentinamente, uma testemunha chave do atentado contra Jair Bolsonaro, a dona da pensão, onde o se hospedou o quase assassino, Adelmo Bispo de Oliveira, a bruxa está solta.

A família de Marcos Valério, testemunha-bomba do mensalão, que escancarou a corrupção do PT já em 2005, teme por sua vida.

Rodrigo Rangel, na revista Crusoé, noticia que Marcos Valério foi transferido repentinamente para um presídio no qual já disse ter sofrido agressōes.

A família teme pela vida de Valério, que espera a homologação de um acordo de delação. É um cabra marcado para morrer.

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

Sorry, comments are closed for this post.