A ex-presidente Dilma Rousseff (PT) fazia uso criminoso de informações privilegiadas. Alertava corruptos que seriam presos pela Polícia Federal. Esses avisos permitiam que os alvos fugissem ou destruíssem provas.

As evidências que a ‘ex-presidenta` se envolveu pessoalmente e ativamente em manobras destinadas a obstruir a Justiça podem levá-la para a cadeia. Entre as muitas ações de Dilma para atrapalhar a ação da Justiça está a famosa nomeação de Lula como ministro. A manobra tinha por objetivo tornar o ex-presidente blindado a um decreto de prisão pelo juiz Sérgio Moro, que é da primeira instância.

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

Sorry, comments are closed for this post.