O ditador de Cuba, Miguel Díaz-Canel, defendeu Lula na Assembleia Geral da ONU.

Ele disse:

“Denunciamos o encarceramento com fins políticos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a decisão de impedir o povo de voltar a eleger para a Presidência o líder mais popular do Brasil.”

Ele defendeu também outro criminoso, Nicolás Maduro:

“Queremos reiterar nosso absoluto apoio à revolução bolivariana chavista, à união cívico-militar do povo venezuelano e ao seu governo legítimo e democrático, conduzido pelo presidente Nicolás Maduro. Rechaçamos as tentativas de intervenção contra a Venezuela, que buscam asfixiá-la economicamente e prejudicar as famílias venezuelanas.”

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

Sorry, comments are closed for this post.