O apoio a liberação das drogas pode ser levado ao extremo por certos “companheiros”. Em Ubatuba o ex-secretário da educação mostrou seu entusiasmo pela ‘causa’, quando foi flagrado com trinta porções de maconha e desesperado alegou que a droga para consumo próprio. Atualmente Rafael Gustavo atua como ‘professor’, o comportamento do indivíduo levantou dúvidas quanto seu comportamento em torno de crianças e adolescentes que deveriam estar aprendendo com ele.

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

Sorry, comments are closed for this post.