Em Berlim, deputado fujão, Jean Wyllys, viaja na maioneseJe diz que fuga foi ‘recado ao mundo’

O ex-deputado do PSOL, Jean Wyllys, concedeu entrevista coletiva em Berlim nesta segunda-feira 18, em uma de suas primeiras aparições públicas após informar, há pouco menos de um mês, que abriria mão de seu mandato e iria embora do Brasil temendo ameaças de morte. Ele oficializou a Alemanha como seu novo paradeiro e contou que vive com a ajuda de amigos, com o objetivo de se inscrever em algum programa de doutorado com foco no “fenômeno das fake news e como os discursos de ódio afetam processos eleitorais”.

Sobre sua repentina saída do país, ele declarou que seu objetivo, além de proteger a vida de ameaças, foi “alertar o mundo democrático e fazer com que os olhos deste mundo se voltem ao Brasil, como uma maneira de colocar o país sob vigilância e proteger as pessoas que estão ameaçadas”.

“Nesse sentido, minha saída é muito mais útil e poderosa do que a minha permanência. O recado político já foi dado. Minha decisão foi um ato de preservação da minha vida e proteção da minha família, mas também um recado ao mundo e uma maneira de deixar de naturalizar o que estava sendo naturalizado no Brasil”, acrescentou.

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

Sorry, comments are closed for this post.