A PF pediu prorrogação do prazo para a conclusão do segundo inquérito que investiga o atentado a Jair Bolsonaro.

Nesse inquérito, é investigada a participação de terceiros ou grupos criminosos no caso.

No pedido de prorrogação, a polícia alega que precisa de mais tempo para encerrar diligências que apuram “as circunstâncias relacionadas à estada de Adélio Bispo de Oliveira na Câmara dos Deputados”; e o envolvimento de grupos no atentado.

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

Sorry, comments are closed for this post.