Uma das casas do extremismo islâmico o Irã vem recebendo pressão desde que Trump assumiu a Casa Branca. O Irã vem tentando na última década desenvolver seu programa nuclear e militar para permitir o país a construção de armas nucleares. Graças a um malfadado acordo feito por Barack Husseim Obama, o Irã, obteve o cancelamento das sanções internacionais que o país convivia a anos e o descongelamento de 150 bilhões dólares para serem investidos em seu programa nuclear. Apesar de se comprometer no acordo a cortar o programa nuclear e os testes com misseis, na última semana, o Irã descumpriu o acordo testando um míssil de média distancia capaz de carregar armas nucleares. Como resposta Trump imediatamente passou preparar ações econômicas e militares contra o país.

Encarrando uma situação de instabilidade o Irã decidiu buscar novos aliados, e um de seus alvos é o Brasil. O presidente iraniano Hassan Rouhani em comunicado comemorou a aproximação feita com o Brasil durante a era petista e disse estar interessado em ampliar a aliança em “todos os setores”. Esse é mais um legado catastrofístico dos 13 anos da política internacional petista, que fez questão de aproximar o Brasil dos países mais fracassados do mundo sejam em termos econômicos ou democráticos.

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

Sorry, comments are closed for this post.