Preso por envolvimento nos ataques hackers a autoridades, Gustavo Henrique Elias Santos depõe novamente no inquérito da Operação Spoofing, na manhã desta sexta-feira.

A Crusoé informa que, em seu primeiro depoimento, Gustavo disse à PF que ouviu de Vermelho que a ideia era vender as mensagens para o PT. Ele garante que tentou demovê-lo da ideia, dado o risco da operação, e não soube informar se o negócio chegou a ser efetivado nem se o amigo chegou a falar com representantes do partido.

Os investigadores, ao menos por ora, observam com desconfiança a versão dele de que não participou da trama. O DJ não forneceu aos policiais a senha de seu aparelho celular pessoal e nem o código que utilizava para negociar bitcoins. (O Antagonista)

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

Sorry, comments are closed for this post.