Evo Morales, o presidente que  rasgou uma consulta popular para se conceder reeleição eterna na Bolívia, foi ao Twitter “rechaçar” a decisão do TSE de barrar a candidatura do condenado Lula.

“O Tribunal Eleitoral do Brasil barrou a candidatura à Presidência de Lula, ainda que ele lidere a preferência eleitoral.”

O boliviano disse que repudia a decisão da Corte porque ela “atenta contra a democracia e a vontade do povo brasileiro.”

Evo Morales é o mesmo que roubou duas refinarias da Petrobras na Bolívia, sem que Lula, seu parceiro e cúmplice, esboçasse qualquer reação. (O Antagonista)

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

Sorry, comments are closed for this post.