Colegas de partido do presidente Michel Temer, o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) e seu filho, o governador de Alagoas, Renan Filho (PMDB), foram às margens do rio São Francisco, nesta terça (22), recepcionar o ex-presidente Lula em sua chegada ao Estado.

Em um barco, o petista deixara para trás o vizinho Sergipe. Sobre um carro de som à beira do rio, pai e filho exaltaram o visitante.

Renan afirmou que Lula fez um “governo do povo para o povo, diferentemente deste governo de agora” com a qual não poderia concordar. Nos bastidores se cogita que Renan pode vir a ser o vice de Lula em 2018.

Com mandato que acaba no ano que vem, o senador tem se distanciado progressivamente do governo federal e feito um discurso mais à esquerda e de oposição às medidas liberalizantes de Temer. Renan deverá tentar a reeleição em um Estado no qual a popularidade de Lula é mais alta que a média nacional.

“O governo está flexibilizando direitos do trabalhador, oprimindo as pessoas mais pobres da federação”, discursou o peemedebista, queixando-se de cortes na área social. Disse ainda que a população de Alagoas deveria defender com forças o estado de bem-estar social, segundo ele, implementado pelo governo Lula.

Renan afirmou que os alagoanos receberiam Lula com destemor não só pelo que o ex-presidente já fez, mas pelo que “vai fazer para dar continuidade à melhoria das condições de vida do povo brasileiro”. Minutos antes, Renan Filho afirmou que “Alagoas recebe o presidente Lula de braços abertos”.

Pai e filho estarão mais uma vez ao lado de Lula nesta quarta (23) em Arapiraca, onde o ex-presidente receberá título de doutor honoris causa.

Em retribuição aos afagos, o petista elogiou a coragem do senador do PMDB. E reforçou os ataques a Temer. Criticando a decisão do presidente de vender a Eletrobras, Lula perguntou aos militantes petistas “para que a gente quer um presidente que não sabe governar, só sabe vender o que o Brasil tem”.

“Que mulher casaria com um homem que, em vez de trabalhar para colocar dinheiro dentro de casa, resolve vender as coisas que ela tinha”, perguntou.

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

2 Responses to Feitos um para o outro. Lula pode escolher Renan Calheiros para seu vice em 2018

  1. É a primeira vez que eu vejo no Brasil, uma união política ideológica tão perfeita.
    Ideologicamente os dois se posicionam e, sempre se posicionaram, ao lado daqueles que exploram a boa vontade e ingenuidade do povo, usam da pobreza e ignorância para dar-se bem e abusam de seu mandato, seja ele qual for, para drenar os recursos públicos para seus bolsos.
    Cada qual a sua maneira, Renan e Lula, são iguais e representam o que de pior a política brasileira já produziu. Devem mesmo permanecer juntos.