Não há limites até onde o jornal Folha de S. Paulo é capaz de ir para atacar Jair Bolsonaro e defender o PT. A última do jornal foi dizer que o decano do STF, Celso de Mello, teria se sentido “ultrajado” com a decisão do juiz Sergio Moro de se tornar ministro da Justiça de Jair Bolsonaro.

Celso de Mello divulgou nota em que nega informação da Folha de São Paulo de que teria se sentido ultrajado com a possível indicação de Sergio Moro para substituí-lo no STF em 2022.

“Não procede informação divulgada na mídia, nesta sexta-feira (2), de que o decano do Supremo  Tribunal Federal, ministro Celso de Mello, ter-se-ia  sentido ‘ultrajado’ com a perspectiva de posterior indicação de Sérgio Moro ao STF, em vaga decorrente da futura aposentadoria do decano”, diz a nota.

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Sorry, comments are closed for this post.