Em café da manhã com o presidente Jair Bolsonaro, o general Augusto Heleno, ministro do GSI, perdeu a paciência com os recentes ataques de Lula, que chamou Sergio Moro de mentiroso e ironizou facada.

“Na minha opinião, sempre tive essa opinião, ela é minha, não é do presidente, presidente da República desonesto tinha que tomar uma prisão perpétua. Isso é um deboche com a sociedade. Presidente da República desonesto destrói o conceito do país. É o cúmulo ele ainda aventar a hipótese de a facada ser uma mentira.”

Subindo ainda mais o tom, Heleno bateu na mesa com o punho fechado:

“E será que o câncer dele foi mentira? E o câncer da dona Dilma foi mentira? Isso é uma canalhice típica desse sujeito. Não mereceu jamais ser presidente da República! Presidência da República é uma instituição quase sagrada. Eu tenho vergonha de um sujeito desse ter sido presidente da República.”

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

Leave a Reply