Dilma-G

Ucho.info

Ao que parece, na casa da petista Gleisi Helena Hoffmann (PT-PR) há falta de espelhos ou, então, o “desconfiômetro” da senadora está quebrado. Acusada por cinco delatores da Operação Lava-Jato de ter recebido propina do maior esquema de corrupção de todos os tempos, o Petrolão, e indiciada por corrupção passiva, Gleisi acusa Michel Temer de ser aquilo que ela própria e o PT realmente são: uma espécie de Robin Hood às avessas, que tira dos pobres para dar aos ricos.

Afinal, a parlamentar paranaense viajou a Portugal, sob as expensas do contribuinte brasileiro – com direito a champagne –, para denunciar um golpe que não existiu.

Quem comprovadamente tirou dos pobres para dar aos ricos – e aos novos ricos do PT – foram justamente os petistas, como demonstram os escândalos da Lava-Jato. O desemprego e a inflação trazidos de volta na esteira de pouco mais de treze anos de gestão fanfarrista e desastrosa.

Sem explicar sua participação na roubalheira que funcionou durante uma década na Petrobras, Gleisi acusa Temer de estar deliberadamente prejudicando os pobres. Em lugar de corrigir as lambanças do período petista, que sempre teve em Gleisi uma das figuras mais atuantes, o presidente interino estaria tomando medidas apenas para prejudicar os pobres, de acordo com artigo escrito pela petista.

Escreveu a senadora: “A presidenta Dilma sabia das dificuldades orçamentárias, sabia que tinha de fazer um déficit em 2016, mas sempre mediou a situação. Jamais tirou, ou tiraria, dinheiro dos programas sociais para viabilizar pagamento de aumentos para o funcionalismo mais rico. Tampouco permitiria pagar uma conta assustadora de juros diminuindo o salário dos aposentados.”

Mais adiante, Gleisi destila sua desfaçatez, como se a gestão Dilma fosse referência de governança. “Afastaram a presidenta Dilma sob o argumento de irresponsabilidade fiscal, crime contra o Orçamento Público e por ter deixado um grande déficit orçamentário. Chegam ao Poder, ampliam o déficit e fazem os maiores atentados às finanças públicas?! É inacreditável que isso esteja acontecendo e os algozes da presidenta, principalmente a grande mídia, tratem do tema com importância periférica”.

Em outro trecho, a parlamentar mostra sua essência dual, acionada de acordo com a própria conveniência. “É verdade que muitos setores do funcionalismo precisavam de reajuste, principalmente aqueles que ganham menos. O governo Dilma já tinha feito as negociações com esses setores e enviado ao Congresso Nacional. O que Dilma não fez, e não faria, foi ceder e dar aumento para o andar de cima do funcionalismo. O que justifica elevar para R$ 39 mil o salário de ministro do Supremo, o que elevará o salário de todos os magistrados do país, e dos políticos, já que é teto salarial, e dizer que não tem recursos para garantir um salário mínimo para os aposentados? Só mesmo um compromisso torto, enviesado, que faz o povo pagar a conta de negociações políticas.”

Gleisi Hoffmann, sabem os brasileiros de bem, sofre de bizarrice intelectual, por isso protagoniza vexames políticos sem precedentes, o que vem envergonhando os paranaenses e também seus colegas de Parlamento. Suas incursões são fruto de textos preparados por assessores, que carregam na tinta na ideologia bandoleira que domina a esquerda nacional, cada vez mais obtusa em relação à realidade dos fatos. Dilma arruinou a economia verde-loura e patrocinou o período mais corrupto da história nacional, mas os aduladores de plantão defendem seu retorno ao cargo.

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

3 Responses to Gleisi critica Temer e diz que Dilma jamais tiraria dos pobres para dar aos mais ricos

  1. Gleide pq não devolve a propina do petrolao, pra dividir com os pobres em vez de ficar falando merda , vcs (petralhas)pt perderam se conforma e tenha dignidade, se não o país não avança, tchau querida