Fernando Haddad, como candidato a presidente da República e advogado de Lula, vai à ONU contra o Judiciário brasileiro. Vai recorrer a uma corte estrangeira para tentar livrar um presidiário que foi condenado pela Justiça do Brasil. Na ocasião indicada (meados do ano que vem), Haddad poderá ser presidente do país. O que torna ainda mais grotesca sua promessa e prova que, para o PT, Lula é mais importante que o Brasil. Lula foi condenado, por corrupção e lavagem de dinheiro, e teve seu habeas corpus negado pelo STF que teve a maioria de seus ministros nomeado por Lula e Dilma. Tamanha foram as evidências de Culpa. Haddad prometeu ir a ONU contra o Brasil no debate de ontem:

“Eu não vou descansar enquanto ele não tiver um julgamento justo, inclusive no exterior, porque na Organização das Nações Unidas, na ONU, já se prevê um julgamento no primeiro semestre do ano que vem de mérito do seu caso pela perseguição que ele vem sofrendo.”

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

Sorry, comments are closed for this post.