O presidenciável do PT, Fernando Haddad, esteve hoje com o ex-presidente e atual presidiário, Lula da Silva, na Polícia Federal em Curitiba. E recebeu uma ordem: fazer um arrastão de votos no Nordeste. Lula calcula que está lá a chave para chegar ao segundo turno quando Haddad, segundo os cálculos do presidiário, deve vencer.

Fernando Haddad acaba de deixar a carceragem da Polícia Federal em Curitiba.

Ao lado de Gleisi Hoffmann, o poste do presidiário repete que “todo o programa [de governo] foi validado” por Lula.

Haddad não quis corroborar declaração da presidente do partido sobre a possibilidade de o condenado assumir cargo em eventual novo governo petista.

“O Brasil precisa do Lula orientando, como um grande conselheiro. É muito difícil um ex-presidente querer participar de um governo, é uma questão muito delicada em função de circunstâncias muito particulares. Mas o presidente Lula estará conosco permanentemente, não há nenhuma dificuldade em admitir isso.”

O poste não tem nenhuma dificuldade em admitir que é um poste.

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

Sorry, comments are closed for this post.