O déficit das contas públicas deixado pela administração petista é um bonde sem freios e não para de avançar. O deficit primário das contas públicas em 2016 atingiu chocantes 155,8 bilhões, cerca de 3% de todo o PIB brasileiro. Em comparação o déficit em 2015 foi de 111,249 bilhões e em 2014 foi 32,536 bilhões. Em 2017 a previsão de déficit é outros assustadores 143,1 bilhões de reais. Conter os gastos da máquina pública é a única esperança para resolver a crise brasileira mantendo potencial de crescimento a longo prazo. A necessidade de desonerar o estado em todos os setores possíveis através de privatizações e da efetiva redução da máquina quando a total retirada do estado não é possível. O gasto com funcionários públicos é o principal responsável pelo deficit, e cortar comissionados, que representam a minoria da máquina não é o suficiente, o Brasil precisa urgentemente de uma reforma do sistema que ponha fim na mal fadada estabilidade do servidor público. Melhor reformar o sistema agora doa a quem doer do que esperar seu colapso e a resultante dor generalizada.

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

Sorry, comments are closed for this post.