Veja.com

O índice Ibovespa bateu novo recorde nesta quinta-feira, 3, chegando aos 91.564 pontos. A alta foi de 0,61%. Apesar de operar a maior parte do dia em queda, acompanhando os mercado internacionais, a bolsa reagiu na reta final, graças ao otimismo dos investidores com o governo de de Jair Bolsonaro.

Na quarta, o índice brasileiro havia quebrado as barreiras dos 90 mil pontos pela primeira vez, fechando a 91.012. Nos dois primeiros pregões do ano, o índice já subiu 4,18%.

Sinalizações fortes sobre a reforma da Previdência, como a fala do ministro da Casa Civil, Onyx Lorezoni, dizendo que o texto será apresentado na semana que vem a Bolsonaro, a bolsa brasileira superou o mau humor do mercado internacional. A reforma é considerada fundamental pelos investidores para o controle dos gastos públicos.

O comunicado da Apple sobre previsão de queda na venda de Iphones e desaceleração do mercado chinês derrubou mercado mundo afora.

No melhor momento, o Ibovespa subiu 0,6 por cento, a 91.596,28 pontos, novo recorde intradia, após ter fechado a 91.012,316 na véspera, máxima de fechamento da história do índice. Na mínima desta sessão, caiu 1,2 por cento.

dólar comercial também manteve o bom movimento do dia anterior e caiu novamente, cotado a 3,753 reais. Foi o segundo pegão seguido em queda. Nos ano, a moeda acumula recuo de 3,14%.

(com Reuters)

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Leave a Reply