Gleisi Hoffmann puxou o proselitismo esquerdista em razão do massacre em Suzano (que produziu 8 mortos) e outros deputados da esquerda o acompanharam.

Luiza Erudina, do PSOL, escreveu no Twitter que acha “um absurdo a incompetência desse governo de SP, que não garante segurança sequer nas escolas do Estado”.

O petista José Guimarães disse que o ataque é resultado do “clima de ódio e de violência instalado no País”.

A comunista Jandira Feghali perguntou assim: “A quem interessa um país divido pelo ódio e armado?”

Enquanto ainda surgiam as primeiras informações do massacre na escola de Suzano, o senador Major Olímpio, do PSL, disse durante sessão da CCJ:

“Se os professores estivessem armados, se os serventes estivessem armados, essa tragédia teria sido evitada.

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Leave a Reply