A velha mídia moribunda, entrou em pânico com a confirmação que Bolsonaro quer cortar verbas publicitária milionárias que sustentam as publicações e evitam sua justa falência.  A Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) fez a seguinte declaração:

“É preocupante que o presidente eleito tenha manifestado a intenção de usar verbas publicitárias oficiais como forma de punição a um jornal por discordar de seu noticiário”, disse o presidente da ANJ, Marcelo Rech. “Os investimentos do governo em publicidade, como qualquer outra verba pública, devem seguir sempre critérios técnicos, e não políticos ou partidários”.

A única coisa que é preocupante é ter uma imprensa ‘livre’ que dependia quase exclusivamente de verbas governamentais para sobreviver. Fica mais claro do que nunca a oposição institucional que a mídia fez a candidatura de Bolsonaro.

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Leave a Reply