Lembram-se do material preparado pelo Ministério da Educação, sob o comando de Fernando Haddad, para ser veiculado nas escolas? Um deles fazia a apologia da bissexualidade: dizia que um bissexual tem 50% a mais de chance de ter com quem sair no fim de semana já que gosta de meninas e meninos. Bem, não dando para consertar o pensamento, conserte-se a matemática: teria 100% a mais de chance.

Outro filme tratava da personagem “Bianca”, uma “transgênera” (como diz Laerte). E ali se defendia o “direito” de usar o banheiro feminino. Os filmes resultaram tão primitivos e prosélitos que Dilma Rousseff vetou. Foi mais um dos esforços de Fernando Haddad em favor da educação e do bom uso de recursos públicos. (Reinaldo Azevedo)

Veja o filme de propaganda “transgênera” preparada pela equipe de Haddad no Ministério da Educação: https://www.youtube.com/watch?time_continue=78&v=SJsGN69NGug

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

Sorry, comments are closed for this post.