O Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária (CNPCP), subordinado ao ministro Raul Jungmann, reúne-se amanhã, a partir das 14 horas, para debater a proposta de decreto de indulto natalino a ser editado pelo presidente Michel Temer.

A Lava Jato resolveu encaminhar um ofício ao Conselho Nacional de Política Penitenciária e Criminal (CNPCP).

No documento, o MPF no Paraná pede que o benefício não se estenda a crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

“O indulto é o perdão das penas de criminosos e, caso mantidos no futuro os critérios do último decreto (nº 8.940/16), diversos réus condenados por crimes gravíssimos na operação Lava Jato cumprirão penas irrisórias ou serão beneficiados com a extinção da punibilidade.”

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

Sorry, comments are closed for this post.