Mais brasil canalhas

O Mais Brasil Eu Acredito, movimento anticorrupção da República de Curitiba, que foi para rua e fez lobby pelo impeachment de Dilma nos gabinetes do Senado, protestou contra o resultado das votações do Senado hoje (31). Os senadores cassaram o mandato de Dilma, mas mantiveram os direitos políticos da ‘presidenta’, dando espaço para tenebrosas transações.

“O Senado nos envergonhou ao votar a elegibilidade da presidente deposta!”, disse Rafaela Pilagallo, porta-voz do movimento. O Mais Brasil, que marcou presença no Congresso com um grupo de militantes para acompanhar, ao vivo, o ato final do impeachment, fazendo pressão nos gabinetes até a última hora, é também o primeiro a protestar contra essa clara tentativa de enganar a população.

Militantes do movimento, como Ana Paula Conti, Valéria Hungria, Telma Guerios, e Narli Resende (que nunca permitiu que a condição de cadeirante a impedisse de fazer alguma coisa), ficaram inconformadas com o acordão armado para proteger Dilma e, quem sabe, coloca-la a salvo do juiz Sérgio Moro, nomeando-a secretária de Estado em algum governo do PT, estão em Brasília.

Algumas imagens da ação do Mais Brasil em Brasília nos últimos dias:

valéria hungria

mais brasil cadeirante

telma guerios

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

Sorry, comments are closed for this post.