A revista Crusoé entrevistou Ramona Rodríguez, a primeira cubana a deixar o Mais Médicos.
Ela disse:

“A gente tinha de falar bem da Dilma. Para os pacientes, dizíamos que foi o governo dela que nos mandou para o Brasil. Falávamos que Dilma era boa porque ajudava o povo, porque se preocupava com a saúde dos mais necessitados. Estávamos inculcando uma ideia na população. No caso de haver uma outra eleição, tínhamos de fazer com que os brasileiros votassem pela mesma presidente. Nós tínhamos uma função política.”

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Leave a Reply