Assim como Fernando Haddad, Manuela D’Ávila também explorou o caso da ‘suástica fake’. Deve desculpas públicas a Jair Bolsonaro. É de duvidar que peça porque as esquerdas só enxergam erros e defeitos nos outros.

Em 10 de outubro, a vice na chapa petista publicou imagem da marca no corpo da jovem, associando à “barbárie” que Jair Bolsonaro e seus apoiadores representam:

“Domingo, em Porto Alegre, uma mulher de 19 anos, por usar uma camiseta com a inscrição ‘ele não’, levou chutes, socos e teve uma suástica desenhada à canivete na pele. É esse o nível da barbárie que eles representam. O que acontecerá se eles tiveram o poder de Estado nas mãos?”

É realmente curioso, como já registramos, que os petistas precisem de tão poucas evidências para fazer acusações graves contra adversários, enquanto não aceitam provas confirmadas pela Justiça contra Lula e seus comparsas do PT.

 

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

Sorry, comments are closed for this post.