Marina vem causando polêmica por sua postura favorável a realização de plebiscitos que permitam a liberação do aborto e de drogas. Apesar de não se posicionar claramente de um lado ou de outro, quando pressionada em confronto direto com Bolsonaro, no debate Rede TV, Marina silenciou diante acusações de ser favorável a liberação de drogas e aborto. Como a lei já proibe de forma clara tanto a maconha quanto o aborto, ter ambos como bandeira principal de campanha, parece ser um claro indicativo da simpatia de Marina e de seu partido pela liberalização por qualquer meios disponíveis. Essa posição se reforçou com declarações de hoje (23) na qual a candidata declarou que não cabe ao judiciário decidir sobre o assunto e voltou a defender um plebiscito pela legalização.

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

One Response to Marina volta a propor plebiscito para liberar aborto e drogas