Marina Silva esteve hoje na rua 25 de Março, em São Paulo, para ato de campanha e comentou sobre o atentado a Jair Bolsonaro criticando o armamento civil.

“Eu fico pensando: que se Deus o livre aquela pessoa tivesse uma arma de fogo na mão, o que poderia ter acontecido”.

A candidata da Rede disse também que o “amor e o respeito dentro do coração” são mais eficazes do que uma “arma na mão” para proteger a sociedade da violência e do crime.

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

Sorry, comments are closed for this post.