Depois de fazer sumir o vermelho, esconder Lula, adotar o verde-amarelo, a bandeira do Brasil, Fernando Haddad, candidato a presidente do PT, entrou na Justiça para renegar a paternidade do ‘kit gay’, pacote anti-homofobia que foi acusado por Jair Bolsonaro de ser um estímulo nada disfarçado a práticas homoeróticas por crianças de até 6 anos. O TSE acolheu a reclamação do PT e determinou a retirada de algumas postagens que tratavam do DNA do ‘kit gay’. Não se vê preocupação parecida, em termos de intensidade, de o candidato petista negar as acusações de bilionários desvios de dinheiro público por parte de seus correlegionários.

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

Sorry, comments are closed for this post.