Motorista de Palocci revela: Lula tinha um escritório secreto para receber propina

À Polícia Federal, o motorista Carlos Pocente disse também que levou Antonio Palocci em diversas oportunidades a um hotel na Rua Sena Madureira, em São Paulo, “onde Lula costumava despachar semanalmente”.

“E lá já presenciou Palocci encontrar-se com Lula e com Bumlai”, afirmou, em referência ao operador e pecuarista José Carlos Bumlai.

O hotel a que Pocente se refere é o Grand Mercure, que recebia eventualmente alguns eventos do PT.

O motorista de Palocci também levou o ex-ministro várias vezes ao prédio do Banco do Brasil na Avenida Paulista, então escritório da Presidência em São Paulo – O Antagonista sabe que as câmeras do edifício foram retiradas pela gestão petista.

Pocente, que se comprometeu a entregar celulares com trocas de mensagens, contou também que levou Palocci para encontros com Lula e Dilma no espaço reservado do Aeroporto de Congonhas. (O Antagonista)

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

Sorry, comments are closed for this post.