Uma avaliação psiquiátrica realizada por um profissional particular, a pedido da defesa de Adélio Bispo de Oliveira, agressor do deputado Jair Bolsonaro, apontou insanidade mental.

De acordo com os exames, Adélio sofre de distúrbios que alteram sua percepção da realidade. Com base no resultado, a defesa vai solicitar que ele seja transferido da cadeia para uma instituição psiquiátrica. As informações foram obtidas pelo Correio por meio de fontes ligadas às investigações.

A Polícia Federal concluiu que Adélio agiu por “divergências ideológicas” ao tentar matar o candidato do PSL à Presidência. Durante o primeiro inquérito, a corporação não solicitou exame psiquiátrico, por considerar que não seria uma atribuição dos investigadores. (Correio Braziliense)

 

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

Sorry, comments are closed for this post.