O senador acreano Márcio Bittar (MDB) acha que Ricardo Salles, ministro do Meio Ambiente, foi “infeliz” em suas declarações sobre Chico Mendes durante o programa Roda Viva, na última segunda-feira.

Mas ele ponderou em conversa com O Antagonista:

“Foi infeliz, mas a gente sabe que o que fizeram com o nome do Chico Mendes não tem nada a ver. Essa ideia de que o que ele pregava seria uma maravilha para a floresta? Não existe isso, não tem nada a ver uma coisa com a outra. O legado de Chico Mendes não ia fazer da floresta um paraíso coisa nenhuma.”

O senador emendou:

“E tem mais: essa turma que sucedeu o Chico Mendes lá no Acre — o PT, a Marina Silva, esse grupo que foi o beneficiário do mito, do assassinato do seringueiro — teve toda a oportunidade de provar que tinha uma fórmula mágica para manter praticamente intocável o meio ambiente e fazer milhões [de reais] assim. Ora, eles tiveram toda a oportunidade do mundo: a Prefeitura da capital, os prefeitos de quase todo o estado, os três senadores, o governador, o presidente da República. E aí? E aí?”

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

Sorry, comments are closed for this post.