O jornalista Merval Pereira, em sua coluna, observa que a eleição enterrou debaixo de toneladas de votos a narrativa canalha do PT de que teria havido um ‘golpe’ contra Dilma Rousseff no impeachment, que a prisão de Lula foi uma injustiça contra um ‘inocente’ e que a Lava Jato foi direcionada ideologicamente e só agiu contra o PT. Leia um trecho de sua coluna:

“O plebiscito foi não só em relação ao impeachment de Dilma, mas também em relação à prisão de Lula e à atuação da Lava Jato. Dos inúmeros significados desta eleição, um deles, por seu simbolismo, chama especial atenção: a ex-presidente Dilma teve a sua candidatura ao Senado recusada pelos eleitores mineiros, que lhe tiraram os poderes políticos que foram mantidos por uma interpretação fajutada Constituição avalizada pelo então presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Ricardo Lewandowski. E a advogada Janaina Paschoal, coautora do pedido de impeachment, foi a deputada mais votada da história.”

 

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

Sorry, comments are closed for this post.