Em entrevista coletiva em São Paulo, Fernando Haddad, candidato a presidente pelo PT, anunciou que sua campanha estaria sendo vítima de “notícias falsas”, que classificou de “vulgares”.

Haddad foi ministro da Educação de Lula, e, como tal, se destacou pela criação do chamado ‘kit gay’, um pacote de divulgação que, a pretexto de combater a homofobia, foi acusado de estar fazendo proselitismo LGBT. Um dos materiais, um filmete fazia apologia da bissexualidade, alegando que o praticante da modalidade teria o dobro de possibilidades de encontrar um parceiro. Confira:

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Sorry, comments are closed for this post.