A pesquisa FSB/BTG Pactual divulgada mais cedo mostra que o PT pode ficar de fora do segundo turno da corrida presidencial.

Leonardo Barreto, da Factual Informação e Análise, avalia que candidatos petistas à Câmara e ao Senado podem considerar um melhor caminho “rifar Fernando Haddad” e sustentar a ilegal candidatura de Lula até o fim.

Sim, é uma possibilidade: o PT “cometer suicídio” na eleição presidencial para tentar eleger deputados e senadores, que são quem garantem o fundo partidário.

A pesquisa que deixou o PT em pânico foi divulgada hoje pelo BTG Pactual. Ela mostra Jair Bolsonaro disparado na frente (26%), seguido por Ciro Gomes (12%), Marina Silva (11%) e Geraldo Alckmin (8%).  Haddad, do PT, que deve substituir Lula, tem apenas 6%, está em empate técnico com João Amoêdo (4%) e  Alvaro Dias (3%). O PT começou considerar como séria a hipótese de ficar fora do segundo turno. Daí a especulação de rifar Haddad e morrer abraçado com o presidiário Lula.

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

Sorry, comments are closed for this post.