A pretexto de protestar contra o “fascismo”, movimentos ligados ao PT promoveram baderna e violência em seis capitais. O ato contra Jair Bolsonaro organizado por MTST, UNE e CUT. Em São Paulo o protesto dos “pacíficos” terminou em confronto com a polícia. Os atos violentos aconteceram em São Paulo, Rio, Brasília, Porto Alegre, Fortaleza e Recife.

Uma barricada foi erguida no meio da rua, relata o G1, e ao menos uma agência bancária foi depredada durante o confronto com a PM. Poucas horas antes desses ataques, líderes do PT haviam pedido “proteção física” aos ‘movimentos sociais’, codinome atrás do qual se escondem diversos tipos de baderneiros de esquerda (MST,MTST, etc.), agora se entende o que se pretendia. Queriam imunidade para agredir com violência a sociedade e os que tiveram a ousadia de votar no candidato que não era o deles.

O Brasil que trabalha e cumpre as leis tem todo o direito, e o dever, de resistir a esses insanos com toda a força e o peso da lei.

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Sorry, comments are closed for this post.