Gleisi Hoffmann participou do encontro na cadeia entre Lula e Franklin Martins para discutir os ataques a Jair Bolsonaro depois da reportagem da Folha de S. Paulo.

Ela disse a Andréia Sadi, repórter da Globo, que Lula avaliou “existir um ódio construído” contra o PT e que “não é possível um antipetismo tão forte no país”.

Andréia Sadi observou que o PT também tem um “exército organizado” nas redes sociais.

Gleisi Hoffmann respondeu: “Sim. Mas no WhatsApp, não. Nunca se viu isso”.

Sobre o ódio ao PT, existem algumas pistas para Lula entender o que está acontecendo: para começar, que tal um partido que anuncia que vai implantar a ética na política e é flagrado como uma organização criminosa que perpetrou o maior assalto aos cofres públicos da história do planeta?

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

Sorry, comments are closed for this post.