MST em NY

Por definição o MST (Movimento dos Sem Terra), não tem terra, mas, no governo do PT os ‘sem-terra’, tem passaporte e dinheiro para comprar passagem à Nova York para apoiar a ‘presidenta’, que foi aos Estados Unidos falar na ONU contra o Brasil e denunciar um inexistente ‘golpe de estado’ contra o seu mandato.

Nesse circo armado pelo governo do PT tem de tudo. O embaixador Gonzaga Patriota, pago com dinheiro público, está fazendo tudo para impedir a ação e movimentação de parlamentares brasileiros de oposição que foram aos Estados Unidos para rebater as declarações de Dilma sobre o tal ‘golpe’. Seguindo as ordens do PT, Patriota não concedeu credenciais para que os deputados brasileiros pudessem se movimentar na ONU.

Dilma chegou aos Estados Unidos no final da noite de ontem, acompanhada de uma comitiva-monstro de 52 pessoas, todas serão hospedadas e alimentadas nos melhores hotéis e restaurantes de Nova York, que estão entre os mais caros do mundo.

A própria Dilma e sua equipe de seguranças, decidiu cancelar a reserva que tinha no chiquérrimo hotel Plaza Athénée (onde a diária da suíte presidencial pode custar até US$ 27 mil), depois de ser alertada de que pegaria muito mal se hospedar em um hotel de altíssimo luxo, pago pelos brasileiros, para falar mal do Brasil, cancelou a reserva e foi se hospedar na casa do embaixador Gonzaga Patriota.

A manobra pode ter efeitos políticos, mas não vai aliviar os cofres do erário. Pelo cancelamento (‘no show’) o governo brasileiro terá de pagar US$ 100 mil ao Plaza Athénée, segundo informa O Antagonista. Se você quer saber quem pagou essa farra, inclusive o turismo do MST, basta se olhar no espelho.

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

0 Responses to PT armou circo para receber Dilma em Nova York. Até o MST estava lá

  1. O MST tem mais é que ir mesmo aos EUA apoiar a presidenta! Qual é o problema coxinhas elitistas? Estão com medo dos homens fortes e das mulheres do grelo duro do MST? Saibam que muitos desses sem-terra economizaram anos de cestas básicas e bolsas famílias duramente ganhas, para uma emergência nacional como essa. Agora estão em massa em Nova York, com recursos próprios, não com dinheiro público como se insinua, para lutar pelo governo do único partido que se preocupa com os pobres. Um governo que permitiu que mesmo os cidadãos mais humildes tenham recursos para viajar na classe econômica para a capital do Império e para desafiar o Império. Força companheiros sem-terra, o futuro é de vocês!

    • A cesta basica e bolsa familia deve ser bem gordinha heim… Porque nao aproveitam e compram as suas terras em vez de invadir as terras de pessoas que trabalham . Palhaçada, ate parece que com dinheiro de cesta basica e bolsa familia consegue ir a Nova York, faz me rir o senhor.

    • Idiota bolsa família tudo o que ganharam foi dinheiro da petrobras se eles são sem terras eles tem que ficar cuidando das terras o Brasil vai demorar cem anos para recuperar os dezesseis anos de corrupção do PT. Veja o que foi feito nos governos anteriores e como estāo é que foi feito no governo no PT estāo desabando tudo corrupção bandidos bandidos

    • Vou entrar p o mst…. sempre sonhei em conhecer NY mas meu salário de trabalhadora não é suficiente p pagar uma passagem nem mesmo juntar ou parcelar pq tenho contas p pagar alem do imposto de renda que engole boa parte dele para bancar a viagem dos “cumpanheros”

    • Notícia Falsa, o MST realmente não tem grana para mandar ninguém pra lá… Agora os Golpistas tem e muito!

  2. Mais um escandalo do PT o pessoal do MST foi para Nova York no avião de reserva da presidência. Isso é mais um motivo para impeachment!!!

    • Estou sem palavras, avião reserva! Os hospitais não tem nen gaze,esparadrapo ou aspirina. Esse j valadao deve dar o que ganha para financiar os sem Terra, só pode, para fazer um comentário desses, é desrespeitoso aos que pagam impostos para sustentar está corja de ladrões, não cabe no César Weis, deletado do meu facebook.

  3. Essa dona da foto estava no aeroporto de Brasília 2ª feira 18/04 rolou uma certa confusão porque estávamos de verde e amarelo.

  4. MST, FIESP,CNA, CONTAG, muitas vezes participam da delegação brasileira em negociações da ONU e da OMC. Como movimento social o MST expressa internacionalmente sua posição em defesa da agricultura familiar, da agroecologia e do combate aos transgênicos junto com outros movimentos da sociedade civil na ONU já há bastante tempo, mas não pode, eles não poderiam nem ter passaporte, nem visto é isso? Pela foto é só uma bandeira, mas só a casta do golpismo, da oligarquia brasileira e os agentes de multinacionais ou da bolsa de valores podem ter passaporte? Se hospedar em NY é problema, mas ter apartamento em Paris, como FHC, e ter conta na Suiça ou no Panamá, tudo bem? Cadê a indignação sobre a gastança da mulher do Cunha em Miami? Desconfiamos sim dessa indignação seletiva, do (falso) incomodo com a representação internacional dos movimentos sociais e excluídos brasileiros, ao mesmo tempo em que passam a mão na cabeça de quem rouba bilhão. Tenho certeza que se fosse a bandeira do PMDB ou da FIESP não iam nem perguntar como chegaram a NY, mas iam tirar selfie. O pano de fundo desse circo montado pela imprensa, o judiciário e a claque manobrada pelo Eduardo Cunha é que fora do Brasil, outros governos e a imprensa internacional são unânimes em condenar e reconhecer o Golpe

  5. Curioso! Não li condenações ao golpe, muito menos a unanimidade!!! The Economist fala da grande traição de toda a classe política ao povo brasileiro, e outras acusações tanto a uns como a outros. No Der Spiegel, não encontrei sequer artigos sobre o Brazil! No Der Siegel On Line, um artigo de seu correspondente no Brasil pinta com cores fortes o golpe contra o PT, no mais puro estilo folhetinesco. No EL País articulistas, inclusive brasileiros, analisam de vários ângulos,
    mas mostram apartidarismo. Outros jornais criticam os políticos brasileiros, e colocam em dúvida os que podem suceder Dilma. O mesmo que em muitos jornais daqui. Não consegui encontrar a unanimidade nem sequer a denúncia, condenação e reconhecimento de que houve um Golpe.