Lula não poderá ter acesso a material apreendido pela Polícia Federal.| Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

Por unanimidade, a 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) negou um pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ele solicitava a inclusão de diálogos apreendidos pela Operação Spoofing e divulgados pelo site The Intercept, em que procuradores teriam trocado com o ex-juiz federal Sergio Moro. Lula já havia feito o pedido diretamente ao relator do processo, desembargador João Pedro Gebran Neto. O magistrado alega que o material não tem autorização judicial, o que invalida qualquer efeito processual. Lula recorreu ao colegiado e, novamente, foi derrotado.Ao mesmo tempo, o ministro Jorge Mussi, da 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), negou dois pedidos da defesa de Lula em que é alegada a suspeição do próprio Gebran e do desembargador Thompson Flores, também do TRF-4. Lula alega os desembargadores suspeitos para julgar o recurso de sentença da Lava Jato, em que o ex-presidente foi condenado em primeira instância a 12 anos e 11 meses no processo do sítio de Atibaia (SP)

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

Sorry, comments are closed for this post.