Com medo de ser alvo de gravações que o comprometam, sobretudo no âmbito da Lava Jato, como aquelas, em que falou mal de todo mundo e combinou com Dilma uma forma de obstruir a Justiça assumindo um ministério, o ex-presidente Lula ordenou que os celulares de quem o visita sejam recolhidos antes de qualquer reunião privada. Sempre lembra que celulares têm gravadores. Réu em cinco processos por corrupção, Lula não fala ao telefone nada que não possa ser divulgado. Ele não desconfia, tem certeza de que está grampeado. A informação é de Cláudio Humberto no Diário do Poder.

Até em casa Lula fala quase aos cochichos. E encomenda varreduras periódicas em seus endereços, temendo escutas ambientais.

O ex-presidente usa apenas aparelhos de seguranças e assessores. É um dos raros brasileiros que não têm seu próprio celular.

O grampo da Policia Federal que flagrou o plano para obstruir a Justiça foi uma conversa de Dilma com Lula no celular de um segurança dele.

Paranóico, Lula implantou a regra que até hoje é seguida no Palácio do Planalto: ninguém entra no gabinete presidencial com celular no bolso.

 

 

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  

Sorry, comments are closed for this post.